A ferramenta que você procurava para vender ainda mais

  (79) 3085-9590 (R. 8429)   contato@vfast.com.br

HomeConteúdo E-commerceNotícias80% dos compradores de carro vão comprar mesclando online e offline

80% dos compradores de carro vão comprar mesclando online e offline

Mesmo com o cenário da pandemia, 80% dos potenciais compradores de carros farão uma jornada de compra figital, o que indica que a oportunidade de atraí-los com informação correta e boas condições, segundo relatório da GfK, divulgado nesta terça-feira (11).

Falando em automóveis, os dados mostram que 10% efetuariam a compra apenas de forma online, e os demais 10% comprariam de forma offline. Já no quesito eletrodomésticos, 53% fariam compra figital, 26% comprariam apenas em lojas físicas e 21% comprariam online.

A empresa de dados elaborou o levantamento especialmente para a primeira edição do Auto E-Commerce Show, que será realizado na próxima quinta-feira (13). A aplicação do questionário foi feita entre os dias 3 e 7 de março.

Segundo o relatório, 25% pretendem comprar um carro nos próximos seis meses, idealmente “0 km”, porém, a realidade é que se não houver boas condições, a transição ao usado é imediata. Outros 63% querem um carro 0 km, 16% comprariam um carro novo ou usado e 21% declararam a pretensão de comprar um veículo usado.

O “digital” é muito usado para conseguir informações durante a jornada, mas pouco para efetivar a compra.

Entre classes ABC, 38% têm automóveis usados em casa. Além disso, entre os que compraram carros nos últimos 12 meses, mais da metade comprou usado, que seria oportunidade para peças e serviços, de acordo com a GfK.

  • 38% têm um veículo usado e não pretendem comprar outro nos próximos 6 meses
  • 10% compraram carro usado nos últimos 12 meses
  • 9% compraram carro 0 km nos últimos 12 meses

Itens menos “importantes” têm maior % de compra no online, enquanto para freios, amortecedores e pneus a porcentagem é menor que 30%.

Leia também: Amazon venderá produtos importados com frete grátis no Brasil



Fonte feed: E-commerce Brasil