A ferramenta que você procurava para vender ainda mais

  (79) 3085-9590 (R. 8429)   contato@vfast.com.br

HomeConteúdo E-commerceNotíciasAfya compra site de comparação de preços Cliquefarma por R$ 19 milhões

Afya compra site de comparação de preços Cliquefarma por R$ 19 milhões

A Afya Educacional anunciou na sexta-feira (16) a aquisição da plataforma de comparação de preços de medicamentos e outros produtos de saúde Cliquefarma por R$ 19 milhões. Do valor total, a ser quitado na data de fechamento da compra, 15,8% serão pagos em ações da Afya e o restante em dinheiro.

“Essa aquisição irá complementar o ferramental de serviços digitais que estamos oferecendo aos médicos, especialmente no pilar de prescrição digital, o que dá a esses profissionais mais flexibilidade, agilidade, eficiência e qualidade nas atividades de seu dia a dia”, afirmou Virgílio Gibbon, CEO da Afya, ao Money Times.

Aquisições da Afya

A Cliquefarma é a sexta aquisição da companhia no segmento de serviços digitais. Em julho de 2020, a Afya comprou a Pebmed, proprietária do aplicativo Whitebook. Em novembro, o grupo adquiriu a Medphone, que complementa a oferta da Pebmed.

No início desse ano, a Afya concluiu a aquisição da iClinic, empresa com soluções de telemedicina, prontuário médico eletrônico e ferramentas de gestão de clinicas. No fim do mês passado, a companhia anunciou a compra da fintech Medicinae Solutions por R$ 5,6 milhões.

Mais recentemente, a Afya comunicou a aquisição da Medical Harbour, healthtech especializada em virtualização de imagens de anatomia e radiologia, por R$ 5 milhões.

A Cliquefarma registrou em seu site 16,8 milhões de visitantes únicos no ano passado. Atualmente, a plataforma conta com mais de 5 mil farmácias que auxiliam, mensalmente, 1,7 milhão de consumidores a encontrar os melhores preços de medicamentos e produtos ligados a saúde, beleza e higiene pessoal. Também em 2020, a Cliquefarma foi responsável por R$ 43,2 milhões em transações nos sites de farmácias e drogarias parceiras.

Leia também: Compras via aplicativo representam 70% da receita online de itens de farmácia

Fonte: Money Times



Fonte feed: E-commerce Brasil