A ferramenta que você procurava para vender ainda mais

  (79) 3085-9590 (R. 8429)   contato@vfast.com.br

HomeConteúdo E-commerceNotíciasAmazon autoriza Uruguai a vender produtos através da plataforma

Amazon autoriza Uruguai a vender produtos através da plataforma

A empresa americana de comércio eletrônico Amazon habilitou o Uruguai como um país elegível para vender produtos através dessa plataforma, anunciou na segunda-feira (24) o Ministério das Relações Exteriores uruguaio.

Na mensagem publicada em sua conta no Twitter, a Chancelaria destacou o trabalho em conjunto com a embaixada uruguaia nos Estados Unidos para o sucesso da ação.

“Este marco representa uma oportunidade para o desenvolvimento e projeção internacional das empresas uruguaias. #UruguayAlMundo”, acrescenta a publicação.

Por fim, explica que para promover a colocação dos produtos do país no canal de vendas, o Ministério vai coordenar nas próximas semanas “a realização de workshops de marketing nessa plataforma”.

Assim como o Uruguai, países como Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Venezuela também possuem liberação para venda através da Amazon.

No final do mês passado, a empresa americana anunciou lucros entre janeiro e março de 2021 que chegaram a US$ 8,1 bilhões, aumento de 224% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Em 2020, a Amazon obteve o dobro dos lucros do ano anterior, de modo que esses primeiros números de 2021 indicam que seu ritmo não só se mantém, como até se acelera.

A empresa liderada por Jeff Bezos, o homem mais rico do mundo de acordo com a Forbes, teve um faturamento de US$ 108 bilhões nos últimos três meses, acima dos US$ 75,4 bilhões registrados no início de 2020, enquanto seus investidores embolsaram US$ 16,09 por ação, em comparação com US$ 5,09 há um ano.

Leia também: Tiendamia quer ajudar consumidor brasileiro a comprar nos EUA

Fonte: EFE, via UOL



Fonte feed: E-commerce Brasil