A ferramenta que você procurava para vender ainda mais

  (79) 3085-9590 (R. 8429)   contato@vfast.com.br

HomeConteúdo E-commerceNotíciasAmericanas abre escritório em Hong Kong, o primeiro na China

Americanas abre escritório em Hong Kong, o primeiro na China

A Americanas S.A. inaugurou seu primeiro escritório na China, localizado no território independente de Hong Kong. A operação visa acelerar a frente de comércio exterior da companhia, com foco em inovação e na ampliação do sortimento de marcas próprias, rentabilidade e competitividade.

A Americanas é dona de um portfólio de mais de 26 marcas exclusivas em diversos segmentos, como brinquedos, utensílios domésticos, eletrônicos, entre outros. A estrutura internacional já conta com um time de executivos chineses com foco na intensificação da negociação, prospecção e controle de qualidade de produtos, fornecedores e sellers, além do suporte à operação cross border da empresa.

O novo posto na China facilitará a ampliação da Americanas Mundo. Imagem: Divulgação

De acordo com a Americanas, a expectativa é movimentar mais de 8 mil contêineres em 2021. Até o fim deste ano, a companhia terá uma segunda base na região, na cidade de Shenzhen.

Cross border da Americanas

O novo posto da Americanas na China também facilitará a ampliação da Americanas Mundo, operação de cross border da Americanas. Com a equipe local, a companhia prevê ampliar o número de sellers e oferecer um sortimento internacional cada vez mais amplo e com preços mais competitivos.

Atualmente, são mais de 50 milhões de itens importados, inúmeras categorias, marcas exclusivas e entrega garantida em até 11 dias para diversos produtos — com rastreio completo dos pedidos, opção de pagamento em moeda brasileira e parcelamento no cartão de crédito em até 12 vezes.

No 1T21, a Americanas Mundo apresentou crescimento de mais de 100% em relação ao mesmo trimestre de 2020. A frente de negócios foi responsável pelos itens mais vendidos nas categorias de áudio, brinquedos, wearables (smartwatches, smartbands e óculos de realidade virtual) de janeiro a março deste ano.

Leia também: Tiendamia quer ajudar consumidor brasileiro a comprar nos EUA



Fonte feed: E-commerce Brasil