A ferramenta que você procurava para vender ainda mais

  (79) 3085-9590 (R. 8429)   contato@vfast.com.br

HomeConteúdo E-commerceNotíciasChina estimulará mais vitalidade do mercado e atualizará comércio exterior

China estimulará mais vitalidade do mercado e atualizará comércio exterior

A China estimulará ainda mais a vitalidade do mercado ao promover o empreendedorismo em massa e a inovação no período do 14º Plano Quinquenal (2021-2025), de acordo com uma reunião executiva do Conselho de Estado presidida pelo premiê chinês, Li Keqiang.

imagem de um teclado de computador com simbolo da bandeira da China e a palavra e-commerce, repsentando as vendas do Dia do Solteiro
A China diz que melhorará sua política de apoio ao desenvolvimento de comércio eletrônico transfronteiriço

Na reunião da terça-feira (22) também foram especificadas medidas para acelerar o desenvolvimento de novos padrões de negócios no comércio exterior para impulsionar a modernização do setor.

Mais esforços serão feitos para alavancar o papel das novas empresas no aumento do emprego, criando múltiplos canais para garantir postos de trabalho para grupos-chave, como graduados universitários e trabalhadores migrantes, de acordo com um comunicado divulgado após a reunião.

Com o objetivo de criar um melhor ambiente de desenvolvimento para o empreendedorismo e a inovação, a China aprimorará a regulamentação para garantir a justiça, se opor à concorrência desleal e proteger melhor os direitos e interesses legítimos de micro, pequenas e médias empresas, bem como de indivíduos autônomos.

Foi também decidido aumentar os incentivos políticos para a criação de empresas e inovação, incluindo reduções e isenções fiscais.

Para facilitar o desenvolvimento de novos modelos de negócios e padrões de comércio exterior, a China melhorará sua política de apoio ao desenvolvimento de comércio eletrônico transfronteiriço, impulsionará o desenvolvimento de armazéns no exterior e participará da formulação de regras e padrões internacionais sobre os novos modelos e padrões, de acordo com a reunião.

Leia também: Lazada e Tiki: as plataformas estão esquentando o e-commerce do Vietnã

Fonte: Agência Xinhua



Fonte feed: E-commerce Brasil