A ferramenta que você procurava para vender ainda mais

  (79) 3085-9590 (R. 8429)   contato@vfast.com.br

HomeConteúdo E-commerceNotíciasComo tecnologia pode ajudar a fazer Black Friday sem dor de cabeça

Como tecnologia pode ajudar a fazer Black Friday sem dor de cabeça

“Se você gosta de emoção na Black Friday, pega um café e espera 15 minutos”, provoca Rodrigo Mourão no Big Solutions – Black Friday, nesta terça-feira (20). Para o cofundador e CTO da WEBJUMP, a temporada de promoções pode ser mais tranquila alguns procedimentos forem adotados com certa antecedência. Desta forma, além do aumento das vendas, o lojista poderá reter mais clientes. Veja as principais dicas dos especialista:

Rodrigo Mourão no Big Solutions – Black Friday. Foto: Ronaldo Huhn Huhn

1 – Faça checklist completo da Black Friday

“É completo mesmo, com nome de contatos e todos os passos do que pode acontecer antes da Black Friday. Passe o dia completo de procedimentos: se faltar estoque, quem eu vou chamar; se cair o servidor, quem pode ajudar etc. É levantar todas as situações e hipóteses”, enumera.

2 – Não adianta correr no último minuto

“Dobrar a capacidade de clientes não é da noite para o dia. Em uma loja física, precisa aumentar o número de atendentes para atender mais. No e-commerce não é diferente. Tudo tem que estar entrosado desde o começo e antecipar todos os aspectos. Não pense que o pessoal de tecnologia gosta de virar a noite”, relata.

3 – Evite realizar operação de última hora

“Código de alteração grande leva uma, duas semanas para ser alterado. É melhor lidar com o problema do que arriscar mudar de última hora. Faça só alterações extremamente necessárias”, aconselha.

4 – Utilize botões ‘liga e desliga’ na loja

“Ativar funcionalidades de ligar e desligar, como disponibilizar recurso para determinados usuários, clientes etc. Tem loja que inicia a operação apenas à 0h, mas não precisa. Antecipe tudo antes em semanas, meses. Na hora, você só ativa, pois já vai ter testado”, diz.

5 – Nem todos os problemas de performance são de infraestrutura

“Não adianta um motor mais rápido para resolver todos os problemas. A operação pode ter vários gargalos e a infraestrutura pode ser apenas um deles”, reitera.

6 – Utilize dados de forma inteligente

“A tecnologia olha dados de forma diferente do marketing, pois a equipe precisa olhar indicadores, como produtos no carrinho. Ter 3 mil pedidos no carrinho no mesmo dia não é um número relevante de performance. Relevante é o intervalo curto em minutos. A quantidade máxima de produtos fechados em minutos pode deixar a operação muito lenta, ocasionando uma Black Friday matadora”, relata o executivo. ”Melhor limitar a quantidade de produtos. Você vai vender menos, mas garante a sustentação nas vendas. Com esses números, muitas lojas mantêm seu crescimento porque o cliente volta a comprar”, completa Mourão.

O E-Commerce Big Solutions – Black Friday acontece nos dias 20, 21 e 22. As inscrições gratuitas seguem abertas durante todos os dias do evento.

Leia também: Omnichannel na Black Friday: confira estratégias para não fazer feio

Por Dinalva Fernandes, da redação do E-Commerce Brasil



Fonte feed: E-commerce Brasil