A ferramenta que você procurava para vender ainda mais

  (79) 3085-9590 (R. 8429)   contato@vfast.com.br

HomeConteúdo E-commerceNotíciasiCarros, Mercado Livre e OLX se unem em prevenção à fraudes

iCarros, Mercado Livre e OLX se unem em prevenção à fraudes

A pandemia acelerou a digitalização e trouxe novos usuários para o ambiente online. Se por um lado todos ganham com a facilidade e agilidade, a falta de conhecimento sobre como funcionam as negociações nesse ambiente, pode deixar as pessoas mais expostas a golpes e fraudes.

Diante desse cenário, as principais plataformas de compra e venda online: iCarros, Mercado Livre e OLX se reuniram para lançar uma campanha de educação digital, a Semana da Segurança, que acontece simultaneamente nas três plataformas e nas redes sociais das companhias, desde o dia 25 até 29 de outubro, alertando sobre os principais golpes do mercado e como os usuários podem se proteger.

O Brasil é o segundo país com mais crimes digitais, atrás apenas do México, e as fraudes são um problema comum do mercado eletrônico brasileiro. Mesmo com os investimentos realizados pelas plataformas para um ambiente mais seguro, a educação digital é um pilar importante nessa equação, por isso, as empresas se uniram nessa ação, que tem como tema: segurança não tem concorrência.

Negociação pelo WhatsApp

Uma pesquisa realizada pelas três plataformas identificou que 42% das pessoas preferem negociar a compra ou venda de um item por aplicativos de mensagem, como o WhatsApp. Apesar da facilidade, esse também pode ser o canal preferido dos fraudadores, que adotam ambientes digitais onde não poderão ser rastreados e não deixam registros de suas atuações. Além disso, as vítimas não recebem alertas de segurança durante a abordagem, como ocorre quando estão nos chats ou ambientes das plataformas.

Já 41,6% dos respondentes afirmam que se sentem confortáveis em compartilhar o número de telefone, que pode ser utilizado, por exemplo, para que os fraudadores façam contato se passando pelas empresas e roubem dados ou clonem o aplicativo de mensagens do usuário idôneo. 25,5% ainda passam o nome completo, 21% o endereço de e-mail e 4% não veem problema em compartilhar seus dados bancários.

Quando questionados sobre quais medidas fazem para terem negociações mais seguras pela internet 26% declararam que preferem concluir a negociação presencialmente, 24% verificam antes o perfil do vendedor, 22% não compartilham os dados pessoais, 12% não compartilham pins ou senhas e 9% utilizam apenas os chats das plataformas.

Fraudes no dia a dia

A pesquisa indica que, apesar de conhecerem algumas medidas de segurança, muitos acabam não as aplicando no dia a dia e ficam mais suscetíveis à ação dos fraudadores. Nesse sentido, a educação dos usuários é fundamental, para que junto com as soluções de segurança utilizadas pelas plataformas as pessoas tenham ambientes digitais mais protegidos. Para o levantamento, 14.333 mil pessoas foram ouvidas entre os dias 14 e 15 de outubro.

“Entendemos que além de investir nas melhores ferramentas tecnológicas para garantir a segurança de dados, precisamos reforçar continuamente a segurança na ponta: queremos que o nosso cliente consiga se defender de abordagens fraudulentas, especialmente as que envolvem ‘engenharia social’. É importante orientarmos para que as pessoas realizem ações de compra e venda em sites confiáveis e mantenham atualizados os sistemas e aplicativos do computador ou celular, além de nunca fornecer dados confidenciais espontaneamente a ninguém e se atentar para não clicar em links suspeitos, ofertas tentadoras ou prêmios”, comenta Leandro Menegazzo, diretor de Tecnologia do iCarros.

“Um ambiente digital seguro e confiável é estritamente necessário para que os consumidores possam fazer suas compras e vendas tranquilamente. Como a educação digital é a principal forma de resguardar os usuários, nos unimos para reforçar mensagens e informações importantes para os consumidores digitais se protegerem ainda mais” explica o Head de Marketplace Motors do Mercado Livre, Luciano Avila.

“Da mesma forma que adotamos medidas seguras no ambiente físico é importante que as pessoas façam o mesmo no ambiente virtual, desconfiando quando são solicitados dados pessoais, pagamentos antecipados, ou e-mail e mensagens que não venham dos canais oficiais das plataformas. A educação digital é um pilar importante para evitar a engenharia social, quando o fraudador utiliza da boa fé da pessoa para atrair as vítimas”, destaca Beatriz Soares, diretora de Produto e Operações da OLX.

Durante toda a semana, as empresas irão disponibilizar para as pessoas em suas redes sociais informações sobre negociações seguras e como identificar possíveis golpes, com textos e vídeos, além de uma página exclusiva sobre o tema.

Leia também: Segurança no Pix: como lojistas e consumidores podem se prevenir de fraudes?



Fonte feed: E-commerce Brasil