A ferramenta que você procurava para vender ainda mais

  (79) 3085-9590 (R. 8429)   contato@vfast.com.br

HomeConteúdo E-commerceNotíciasPix passa a ter função semelhante a boleto a partir de maio

Pix passa a ter função semelhante a boleto a partir de maio

O Banco Central anunciou nesta quinta-feira (22) uma nova funcionalidade do Pix, serviço de pagamento instantâneo lançado no ano passado. A partir de 14 de maio, passa a valer o Pix Cobrança, ferramenta que permitirá que a empresa ou o prestador de serviço emita um QR Code para receber pagamentos imediatos em pontos de venda ou comércio eletrônico.

A ideia é que o Pix Cobrança seja uma alternativa ao boleto bancário, já que ele permitirá cobranças com vencimento futuro.

Assim como funciona o boleto bancário, o Pix Cobrança permitirá que o varejista acrescente o valor da venda além de juros e multa em caso de não pagamento futuro. Dessa forma, o comprador poderá pagar a compra além do vencimento, mas com um valor mais alto.

Leia também: Quais são as diferenças entre o Pix e outros meios de pagamento?

De acordo com o BC, as empresas e varejistas que utilizarem do Pix Cobrança terão até junho para a adaptação. “A regra estabelece que as instituições participantes do Pix, que não conseguirem proporcionar a experiência completa de pagamento (leitura do QR Code e pagamento em data futura) no período de 14 de maio a 30 de junho, terão que, no mínimo, possibilitar a leitura e o pagamento na data da leitura do QR Code, com todos os encargos e abatimentos calculados corretamente”.

Com a chegada do Pix Cobrança, a tendência é que o boleto bancário, principal modalidade de pagamento e-commerces ao lado do cartão de crédito, passe a perder cada vez mais relevância. O meio de pagamento via boleto traz muita dor de cabeça aos lojistas pela burocracia envolvida e demora de recebimento.



Fonte feed: E-commerce Brasil