A ferramenta que você procurava para vender ainda mais

  (79) 3085-9590 (R. 8429)   contato@vfast.com.br

HomeConteúdo E-commerceNotíciasPMEs faturam 225% a mais no e-commerce no 1º trimestre de 2021

PMEs faturam 225% a mais no e-commerce no 1º trimestre de 2021

Após um ano do início da pandemia, o e-commerce continua trazendo resultados positivos para a economia do país. Somente no primeiro trimestre de 2021, as PMEs (pequenas e médias empresas) aumentaram em 225% o seu faturamento com as vendas online em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo a base de dados da Nuvemshop.

De acordo com os dados, ao todo, esses empreendedores movimentaram mais de R$ 462 milhões, contra os R$ 142 milhões calculados até março de 2020.

Com esta segunda onda de pandemia, as vendas pela internet continuam sendo a alternativa mais viável para muitos comerciantes e estão sustentando o varejo há um ano, desde março de 2020. Outro dado que comprova isso é o crescimento de 244% no volume de pedidos registrados no período, que saltou de 620 mil no primeiro trimestre de 2020 para 2 milhões em 2021.

Segundo o levantamento, os segmentos que mais faturaram com o e-commerce entre janeiro e março deste ano foram Moda (R$ 134 milhões), Acessórios (R$ 32 milhões) e Saúde & Beleza (R$ 26 milhões).

“A alta nas vendas do e-commerce registrada no início deste ano mostra uma tendência de crescimento observada desde o segundo trimestre de 2020, um reflexo da necessidade da migração de muitos lojistas para o online, ou mesmo por conta daqueles que precisaram empreender para gerar renda extra para suas famílias”, explica Alejandro Vázquez, CCO o co-fundador da Nuvemshop.

“O número de novos lojistas e também de consumidores que passaram a comprar pela internet fez com que a penetração do e-commerce no varejo dobrasse de 5% para 10% em menos de um ano. E esse número irá crescer ainda mais nos próximos meses”, completa o executivo.

Leia também: Pesquisa de compras: 45% dos latino-americanos não clicam além da 1ª página



Fonte feed: E-commerce Brasil