A ferramenta que você procurava para vender ainda mais

  (79) 3085-9590 (R. 8429)   contato@vfast.com.br

HomeConteúdo E-commerceNotíciasRetailtechs ganham visibilidade com alta do comércio online

Retailtechs ganham visibilidade com alta do comércio online

A pandemia fez as pessoas mudarem muitos comportamentos, entre eles os hábitos de consumo. A compra online passou a fazer parte da vida dos brasileiros. Cerca de 7,3 milhões de brasileiros fizeram sua primeira compra online durante o primeiro semestre de 2020, de acordo com um relatório da Ebit/Nielsen.

Já as vendas globais no e-commerce cresceram, 209% em abril, 28% em junho e 19% em julho de 2020, quando comparadas com os mesmos meses do ano passado, conforme dados do Inside RetailTech Report, divulgado neste ano pela Distrito.

A crescente neste setor fez com que as atenções dos investidores se voltassem para esse mercado.

Números do mercado

Desde 2011, U$$1,1 bi foram investidos em retailtechs no Brasil, de acordo com o Inside RetailTech Report. O ano com o maior volume de capital foi 2019, devido aos aportes multimilionários recebidos pela Loggi, Vtex e MadeiraMadeira.

O Brasil conta hoje com mais de 760 retailtechs, que atuam em diferentes categorias como logística, sustentabilidade, internet das coisas e e-commerce. O segmento de e-commerce segue puxando a crescente de investimentos e a maioria dos aportes é feito no estágio seed, chegando a R$2 milhões.

Solução que conecta empreendedores ao comércio online

Fundada em 2007, a Lexos vem crescendo exponencialmente e ganhando o mercado em automação comercial e softwares de gestão. “Nosso objetivo é conectar o pequeno e médio empresário ao mundo digital de forma simplificada”, explica Bruno Kerber, fundador e co-CEO da Lexos.

A Lexos evoluiu sua ferramenta de ERP e agora oferece aos lojistas a possibilidade de integrar as lojas físicas aos maiores e-commerces e marketplaces do Brasil, e assim, passar a vender também no ambiente online.

Recentemente, a empresa lançou o Lexos Hub, uma plataforma que centraliza toda a operação do pequeno e médio e-commerce, automatizando sua expedição e aumentando sua performance nos principais canais de venda online.

Investimento

Ao ampliar o leque de soluções oferecidas aos clientes, por meio do Lexos Hub, a empresa atraiu a atenção de investidores e fechou uma rodada de negócios em estágio seed de um pool de investidores, entre eles os fundos da Aimorés e Bossanova.

A Aimorés tem como foco investir em segmentos de mercado, como as retailtechs. Já a BossaNova é o venture capital mais ativo da América Latina. “Foi a primeira vez que participamos de uma rodada de investimentos. Sentimos ser o momento correto uma vez que o mercado está aquecido. Com esse aporte, vamos investir na melhoria e escalabilidade da nossa ferramenta e na performance de vendas”, finaliza Bruno.

Leia também: Ação da Deliveroo sobre queda de 30% em estreia da década em Londres.



Fonte feed: E-commerce Brasil